Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Responsabilidade Ambiental: CIGS realiza reintrodução e soltura de animais nascidos no seu Zoológico
Início do conteúdo da página
Integração

Responsabilidade Ambiental: CIGS realiza reintrodução e soltura de animais nascidos no seu Zoológico

Acessos: 94

Manaus (AM) – No dia 30 de janeiro de 2024, ano em que o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) marca seis décadas dedicadas à proteção e à preservação da região amazônica, em uma demonstração viva de seu compromisso com a sustentabilidade, foi realizada a reintrodução de tartarugas reabilitadas e a soltura de tartarugas e jabutis nascidos no Zoológico do CIGS (Zoo CIGS).

Ao todo, foram introduzidas na natureza 70 (setenta) tartarugas, abrangendo diversas espécies nativas, como a imponente Tartaruga da Amazônia (Podocnemis expansa) e o Tracajá (P. unifilis), bem como a Iaçá ou Pitiú (P. sextuberculata) e a Irapuca (Podocnemis erythrocephala). Os animais adultos, resgatados por órgãos ambientais, fazem parte do plantel do CIGS, proporcionando uma oportunidade única para a sua reintegração ao ambiente natural.

Destaque para o sucesso da reprodução em cativeiro dos Tracajás, que resultou na desova de mais de 30 (trinta) filhotes com aproximadamente 150 dias de vida. Adicionalmente, 46 (quarenta e seis) filhotes de jabutis, incluindo o Jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria) e o Jabuti-tinga (Chelonoidis denticulata), foram introduzidos, enriquecendo ainda mais a biodiversidade da região.

O evento, realizado na área de instrução do CIGS, reuniu o corpo técnico do Zoo CIGS e seus estagiários, proporcionando a interação entre a academia, a prática e a sociedade. Mais do que destacar a importância da conservação dos quelônios nativos da região, a iniciativa ressaltou a relevância da colaboração entre futuros veterinários e biólogos para fortalecer os esforços conjuntos em prol da preservação da biodiversidade.

O Zoo CIGS prioriza a educação ambiental, a pesquisa, a conservação e o acolhimento, onde todos os animais são oriundos de órgãos ambientais e criadouros autorizados.

Imagens: Alu Thiago e Sd Paz - Com Soc CIGS

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página