Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Forças Armadas garantem apoio logístico às comunidades na Terra Indígena Yanomami
Início do conteúdo da página
OPERAÇÃO CATRIMANI

Forças Armadas garantem apoio logístico às comunidades na Terra Indígena Yanomami

Acessos: 180

A atuação das Forças Armadas na Terra Indígena Yanomami (TIY) é conhecida nacionalmente, mas os bastidores do esforço logístico para entregar suprimentos às comunidades indígenas permanecem em grande parte desconhecidos. Para que uma cesta de alimentos chegue às comunidades é necessária a ação conjunta de diversos atores, coordenada pelo Comando Operacional Conjunto CATRIMANI.

As cestas, disponibilizadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), são entregues na Base Aérea de Boa Vista e preparadas para serem lançadas da aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira no 4º Pelotão Especial de Fronteira em Surucucu, a 330 quilômetros de distância em linha reta da capital, Roraima.

Após o lançamento, os militares recebem as cestas em solo e as preparam para embarcar nas aeronaves como o UH-15 - Super Cougar da Marinha do Brasil e o HM-1 Pantera do Exército Brasileiro, responsáveis por transportar os alimentos até as comunidades indígenas, onde agentes da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI) realizam as entregas aos indígenas isolados.

Essa complexa operação logística demanda a interoperabilidade entre as Forças Armadas e Agências para garantir a eficácia da ajuda humanitária na TIY. Nesta quarta-feira, 28 de fevereiro, mais de 5 toneladas de alimentos foram lançadas no 4º PEF em Surucucu e 3 toneladas distribuídas no dia nas comunidades Xokori, Kululu Roça, Amonokomau, Kana Sipiu e Katimani na TIY.

Essa força tarefa já soma mais de 1.500 horas de voo para a distribuição das cesta de alimentos. O acesso apenas por via aérea é um desafio superado por conta do esforço logístico das Forças Armadas no enfrentamento da emergência em saúde pública na TIY. Essa resposta imediata às necessidades alimentares dos povos originários reforça o compromisso da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.

A Operação Catrimani é coordenada pelo Ministério da Defesa (MD), conforme a Portaria Nº 263, de 16 de janeiro de 2024, e tem como objetivo a distribuição emergencial de alimentos, por meio do Comando Operacional Conjunto Catrimani.

registrado em:
Fim do conteúdo da página