Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > Comunidade isolada pela estiagem recebe apoio aéreo noturno para salvar vida de bebê da etnia Baré
Início do conteúdo da página
Estiagem

Comunidade isolada pela estiagem recebe apoio aéreo noturno para salvar vida de bebê da etnia Baré

Acessos: 320

Em uma operação de resgate noturno que envolveu o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o 4º Batalhão de Aviação do Exército (4º BAVEX), uma bebê da etnia Baré, da Comunidade Indígena Terra Preta, nas proximidades de Manaus, teve a vida salva após apresentar um quadro grave de dispneia e febre. O caso ganha destaque não apenas pelo desafio médico enfrentado, mas também pela complexidade logística da missão, devido ao isolamento da comunidade devido à severa estiagem que atinge a região.

A coordenação do resgate foi desencadeada pelo Comando Conjunto AMANACI. Durante o resgate, verificou-se que a situação da bebê era crítica por conta da baixa saturação de oxigênio no sangue, foi o gatilho para o pedido de ajuda por parte dos representantes do SAMU. A comunidade, distante dos centros urbanos, tornou-se inacessível devido à estiagem, o que complicou ainda mais a situação.

Diante desse cenário, uma aeronave do 4º BAVEX, com capacidade para voo noturno (OVN), foi acionada na noite de ontem, por volta das 20h30, para se unir à equipe do SAMU, incluindo médicos e especialistas em busca e resgate (SAR). O objetivo da missão era claro: resgatar a bebê e a mãe, que encontravam-se em uma região isolada e sem acesso terrestre a cuidados médicos adequados.

A operação de resgate noturno envolveu riscos significativos, incluindo as dificuldades impostas pela falta de iluminação e a instabilidade climática da região. No entanto, a coordenação entre as equipes do SAMU e do 4º BAVEX permitiu que a aeronave chegasse com sucesso à comunidade e realizasse o resgate. A bebê e a mãe foram rapidamente transferidas para o Pronto Socorro Infantil da Zona Sul, onde receberam atendimento médico especializado.

A rápida resposta das equipes de resgate e a eficiência na prestação de assistência médica foram essenciais para garantir que a bebê recebesse o tratamento necessário a tempo. A história desse resgate noturno serve como um exemplo inspirador da capacidade humana de superar desafios em prol da vida e do bem-estar daqueles que mais precisam. O Comando Conjunto AMANACI não mediu esforços para o cumprimento da missão.

registrado em:
Fim do conteúdo da página