Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Notícias > 1º Seminário Internacional de Operações na Selva - SESI
Início do conteúdo da página
Mais Notícias

1º Seminário Internacional de Operações na Selva - SESI

Acessos: 2155

 Manaus (AM) – O Comando Militar da Amazônia (CMA) iniciou as atividades do 1º Seminário Internacional de Operações na Selva na manha desta terça-feira (17/10), no Clube do Trabalhador (SESI). Dentre as apresentações de palestras do seminário, cerca de 30 (trinta) stands de empresas locais e nacionais do seguimento de logística e de segurança estao presentes no evento, alem de Organizações Militares (OMs) do Exercito, Marinha e Aeronáutica, com exposições de materiais e equipamentos de combate.

Os Objetivos desse 1º grande evento são: Permitir a divulgação dos aspectos doutrinários relativos ao emprego de tropas nas operações em ambiente de selva e estreitar principalmente os laços com as nações amigas.

O General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, Comandante Militar da Amazônia, recebeu a ilustre presença do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Amazonas, José Melo de Oliveira que conduziu a abertura do Seminário. Segundo o governador “O Estado esta disposto a colaborar financeiramente com os trabalhos do Exército na Amazônia”, em parceria com a Secretaria de Segurança do Estado e afirmou ainda que, alem dos 150 km de área de fronteiras que o exercito atua e de acordo que seja aumentada essa área de atuação do Exército.

O General de Exército De Nardi, Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forcas Armadas, abriu a sequência das palestras versando sobre o tema: “Soberania Nacional: Defesa da Amazônia”, em seguida, palestraram o Gen Etchegoyen com o tema: “O Exercito Brasileiro e a Amazônia – Projetos estratégicos do Exército” e o Gen Theophilo fechando a primeira parte de palestras da manhã com o tema: “Comando Militar da Amazônia e as Operações de Selva na Amazônia Ocidental.

O evento contou com a presença de 21 países de Organizações Militares de Nações Amigas e demais autoridades civis e militares, onde tiveram a oportunidade de trocar conhecimentos e experiências com os militares brasileiros especialistas em operações na selva.

"A oportunidade que os convidados estrangeiros têm, é de participar e trocar experiências sobre operações em ambiente de selva.” Disse o Assessor de Relações Institucionais do CMA, General de Brigada Franklimberg, ao ser perguntado sobre esse intercambio com os estrangeiros.

registrado em:
Fim do conteúdo da página